top of page
  • Foto do escritorJordino

Machado de Assis: Um gênio literário da Literatura Brasileira


Machado de Assis um gênio da literário

Machado de Assis, um gênio da literário


Machado de Assis é, sem dúvida, um dos mais notáveis e aclamados escritores da literatura brasileira. Nascido em 1839, no Rio de Janeiro, Brasil, ele superou obstáculos sociais e econômicos para se tornar um dos maiores expoentes da literatura de língua portuguesa. Seu estilo único e visão perspicaz da natureza humana o estabeleceram como um mestre literário reverenciado não apenas no Brasil, mas também internacionalmente.


Vida e Legado de Machado de Assis

Machado de Assis teve uma vida marcada por desafios pessoais e sociais. Sua ascendência humilde o expôs às dificuldades enfrentadas pelas camadas mais pobres da sociedade. No entanto, sua busca incessante por conhecimento e seu talento inato para a escrita o levaram a desenvolver um estilo literário sofisticado e inovador. Sua obra reflete não apenas suas experiências pessoais, mas também sua visão profunda e crítica da sociedade brasileira de sua época.


Além de suas contribuições para a literatura, Machado de Assis também desempenhou um papel vital na promoção da educação e na defesa dos direitos dos menos privilegiados. Sua dedicação à causa educacional e sua defesa dos ideais de justiça social e igualdade continuam a inspirar gerações de escritores e intelectuais.


Principais obras de Machado de Assis:


Dom Casmurro (1899)

"Dom Casmurro" é indiscutivelmente uma das obras mais discutidas e analisadas de Machado de Assis. A narrativa intricada e a complexidade psicológica dos personagens cativam os leitores, enquanto o tema do ciúme e da traição permanece relevante até os dias atuais. A ambiguidade da narração, que levanta questões sobre a confiabilidade do narrador, solidificou a posição do autor como um mestre da ambiguidade literária.


Memórias Póstumas de Brás Cubas (1881)

Nesta obra seminal, Machado de Assis desafia as convenções narrativas convencionais ao adotar um narrador defunto, Brás Cubas, que relata sua vida após a morte. Além de sua inovação narrativa, o livro aborda questões filosóficas e existenciais, explorando a vaidade humana, a moralidade e a transitoriedade da vida.


Quincas Borba (1891)

"Quincas Borba" revela a habilidade única de Machado de Assis de explorar a psicologia humana em toda a sua complexidade. Através da história de Rubião, um ingênuo e sensível professor de filosofia, o autor tece uma narrativa densa que examina a deterioração da mente humana e os efeitos corrosivos da sociedade sobre a psique.


Legado Duradouro de Machado de Assis

O legado de Machado de Assis na literatura brasileira e mundial é profundo e duradouro. Sua capacidade de retratar as nuances da natureza humana, com todas as suas contradições e complexidades, continua a ser uma fonte de inspiração e admiração para leitores e escritores contemporâneos. Sua crítica afiada da sociedade, combinada com uma compreensão profunda da psicologia humana, estabelece um padrão de excelência literária que ecoa através dos séculos.


Além disso, sua atuação como co-fundador e primeiro presidente da Academia Brasileira de Letras demonstra seu compromisso com a preservação e o avanço da literatura e da cultura brasileiras. Seu legado transcende fronteiras e gerações, inspirando debates intelectuais e discussões críticas em diversas áreas do conhecimento.


O grande Machado de Assis continua a ser uma figura central e atemporal da literatura mundial, cujas obras e ideias permanecem pertinentes e influentes nos dias de hoje.

bottom of page